Bancários chegam a acordo com Fenaban e proposta será levada às assembleias

Depois de uma extensa rodada de negociação, bancos e trabalhadores chegaram ontem a um acordo que pode por fim à greve da categoria. A paralisação, a mais longa desde 2004, chega hoje ao 23º dia.

As instituições financeiras elevaram de 7,1% para 8% –aumento real de 1,82%– a proposta de reajuste salarial. O piso terá aumento de 8,5% (ganho real de 2,29%) –antes os bancos ofereciam elevação de 7,5%.

O principal ponto de discórdia entre as partes nas 16 horas de negociação de ontem era a compensação dos dias parados na mobilização.

Os bancos, segundo os sindicatos, exigiam que todos os dias de greve fossem compensados num período de 180 dias. A proposta final prevê agora que os funcionários fiquem uma hora a mais por dia no trabalho até 15 de dezembro.

Também foi acertado aumento de 10% sobre a parcela fixa da PLR (Participação nos Lucros e Resultados) e uma elevação de 2% para 2,2% no percentual de lucro que deve ser distribuído pelos bancos.

A nova proposta ainda precisa ser aprovada nas assembleias. “O Comando avalia que a proposta tem avanços nas principais reivindicações dos bancários e vamos indicar a aprovação em assembleias”, afirma, em nota, a presidente do sindicato dos bancários de São Paulo, Juvandia Moreira.

Em São Paulo, a assembleia acontece nesta sexta-feira (11), às 17h, mas as reuniões podem durar até a segunda-feira. Assim, os trabalhadores podem voltar ao trabalho na segunda-feira.

Durante todo o período de greve, o autoatendimento nos caixas eletrônicos continua funcionando normalmente.

SAIBA O QUE FAZER DURANTE A GREVE

De acordo com o Procon-SP, diante de um cenário de greve, as empresas são obrigadas a oferecer outro local de pagamento. Se o fornecedor se recusar a disponibilizar uma alternativa, o cliente deve documentar sua tentativa e registrar uma reclamação junto ao Procon.

COMPROVANTES

O cliente deve guardar os comprovantes, tanto os que indicam que ele buscou o credor para solicitar outra forma de pagamento, quando os comprovantes de pagamento feitos por outros canais, como internet e telefone.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.