Cerca de 200 famílias do Emiliano Zapata temem expulsão do local

O Morro Emiliano Zapata – no bairro Nova Vitória – recebeu na manhã deste domingo (14) a visita dos vereadores Júnior Borges (DEM) e ELinaldo. Um grupo enorme de moradores aproveitou a presença dos edis para questionar a situação das famílias que vivem no local, e convivem com o pesadelo diário de ter que deixar a área onde já construíram e criaram raízes.

Prova do sufoco que passam as famílias do Morro Emiliano Zapata é Seu Aroldo José Soares, de 42 anos. Ele afirma morar no lugar há 5 anos. “Sou um dos primeiros que chegou aqui e não pretendo deixar esse lugar”. Há 5 meses Aroldo levou um grande prejuízo. Ele investiu mais de R$ 5 mil em uma casa pequena para morar com a esposa, mas, por ordem da prefeitura, o lar de Seu Aroldo foi derrubado. “Perdi tudo que tinha, até a minha televisão foi roubada depois disso”, lamentou.

A esposa de Aroldo não esquece dos momentos difíceis que viveu ao lado do marido. “Foram dias de muita dificuldade para nós dois. Tivemos que ficar três dias dormindo na rua por causa dessa atitude cruel que tiveram com a gente”, relatou Sueli Oliveira Nascimento, 42 anos.

Valter dos Santos, 38 anos, também sofre com as dificuldades do bairro e com as ameaças da prefeitura de retirar todos os moradores do local. “Eu tenho cinco meses aqui, mas foi o suficiente para sentir na pele a aflição dessas pessoas”. Com receio de voltar ao aluguel, a companhia de Valter nos últimos dias tem sido o medo. “Não deixar meu barraco e ter que pagar aluguel”.

O vereador Júnior Borges lamentou a situação das cerca de 200 famílias que moram no local e se comprometeu a dialogar com o governo para encontrar uma solução para os moradores. “Não se pode derrubar essas casas e simplesmente tirar essas famílias daqui. O governo tem que ter sensibilidade e entender que muita gente aqui está desempregada e não tem condições de para aluguel”, frisou.

Elinaldo ressaltou que os moradores do Morro Emiliano Zapata foram enganados na época da eleição. “Eu ouvi de moradores aqui hoje, que o pessoal do governo havia prometido que ninguém seria retirado daqui, agora que já conseguiram o que queriam ameaçam expulsar todo mundo daqui”, concluiu o parlamentar.

Henrique da Mata/assessoria de comunicação

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.