Coluna “Satélite” destaca os deputados baianos mais faltosos da Câmara dos Deputados

A dois meses do fim do ano, quase 40% da bancada baiana na Câmara dos Deputados faltou a mais de um quinto das 94 sessões no plenário da Casa em 2013. A lista dos dez que menos bateram o ponto em Brasília, de um total de 39 parlamentares, é encabeçada por Sérgio Brito (PSD). O índice de ausência do ex-vereador de Salvador e ex-secretário de Governo no primeiro mandato de João Henrique (PSL) na prefeitura da capital é de 30,9%. Desde o início da legislatura, Brito não compareceu a 29 sessões, cinco delas sem apresentar qualquer justificativa, segundo o boletim de frequência divulgado no portal da Câmara. Para as outras 24, o deputado atribuiu a “obrigações político- partidária”.

Logo atrás

No top 10 dos baianos mais ausentes estão ainda Popó Freitas (PRB), Arthur Maia e Luiz Argôlo (Solidariedade), Cláudio Cajado (DEM), Jânio natal (PRP), João Leão (PP) e Edson Pimenta (PSD). Embora tenham percentual de ausência um pouco maior que a do campeão Sérgio Brito, Zezéu Ribeiro e Nelson Pelegrino, ambos do PT, tiveram grande parte de suas 31 faltas, cada, justificadas, no caso de Zezéu, por questões de saúde e por missões parlamentares autorizadas, motivo apresentado 28 vezes por Pelegrino.

Bem na fita

Na lista dos que estão com índice zero de faltas, despontam Amauri Teixeira (PT), Antonio Brito (PTB) e Jutahy Junior (PSDB). Completam o ranking dos mais presentes Félix Mendonça Jr. (PDT), com uma falta, Oziel Oliveira (PDT) e Roberto Britto (PP), ambos com quatro faltas.

Recordar é viver

Caso o levantamento incluísse os suplentes, ninguém chegaria ao índice de falta do ex-presidente do Bahia, Marcelinho Guimarães: 51,3%.

Correio

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.