Congresso adia sessão e vetos presidenciais não são votados

A sessão do Congresso Nacional que apreciaria os vetos presidenciais  na terça-feira (18) foi adiada. Diante da polêmica em torno do veto da presidente Dilma Rousseff  (PT) sobre o projeto de lei que facilitava a criação de municípios, todos os partidos resolveram obstruir a pauta de votação. Segundo o líder do PMDB no Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), o partido estava decidido a votar pela derrubada do veto, mas, diante da apresentação, pelo governo, de um novo projeto sobre o assunto, os parlamentares peemedebistas decidiram optar pela obstrução da sessão para negociarem melhor o assunto com o Palácio do Planalto.

Segundo a Agência Brasil, diante da insegurança de que a base aliada votasse a favor da manutenção do veto, todos os partidos governistas decidiram entrar em obstrução, inclusive o PT. Agora, o mais provável é que os vetos só voltem a ser analisados no fim de março, quando está marcada a próxima sessão conjunta da Câmara e do Senado.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.