Deputado quer mais profundidade nas investigações sobre morte de político em Barrocas

O deputado estadual Bruno Reis (PRP) cobrou da Secretaria de Segurança Pública (SSP) e da Polícia Civil da Bahia, nesta terça-feira (28), maior profundidade nas investigações sobre o assassinato do suplente de vereador Reginaldo Oliveira da Silva (DEM), do município de Barrocas.

Reginaldo, que completaria 62 anos nesta terça, foi alvejado durante uma reunião na casa do ex-prefeito do município Edilson Lima (DEM). Para o deputado, não há dúvidas de que o crime teve motivação política. “Tanto o suplente quanto o ex-prefeito têm feito graves denúncias, com fartas provas, contra a atual administração da cidade. São denúncias encaminhadas ao Ministério Público Estadual (MP) e Polícia Federal. Tratam de desvio de recursos públicos, fraudes em licitação, contratos e superfaturamento. Há provas como comprovantes de depósitos identificados em bancos”, lembrou o parlamentar.

O advogado do grupo do ex-prefeito e de Reginaldo, Carlos Roberto Silva, informou que a promotoria de Serrinha intensificou as cobranças sobre o caso nos últimos 30 dias.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.