Deputados prometem votar redução de recesso e fim da reeleição de presidente

Ao contrário do que anunciou o presidente do Legislativo baiano, Marcelo Nilo (PDT), a sessão da Assembleia Itinerante em Jequié, nesta quinta-feira (9), se limitou a votar projetos não-polêmicos, a exemplo de moções de aplausos e congratulações.

Apesar da promessa de corte de ponto, dos 63 deputados estaduais, apenas 36 compareceram à cidade do sudoeste. A Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que pretende reduzir o recesso dos parlamentares de 90 para 60 dias, novamente, foi adiada.

De acordo com o líder do governo, Zé Neto (PT), a matéria que trata da diminuição no Legislativo baiano será apreciada na próxima semana, no retorno dos trabalhos à capital Hoje, na Câmara de Vereadores de Salvador a pausa nos trabalhos legislativos é de 30 dias e até no Congresso Nacional, onde se discute igualar o período às férias dos trabalhadores comuns, o intervalo é de 55 dias.

Novidade é a possibilidade de aprovação de outro projeto para impedir que um mesmo indivíduo seja presidente da Casa por mais de um mandato consecutivo, como ocorre atualmente com Nilo, chefe da AL-BA ininterruptamente desde 2007. “Além do recesso, vamos votar a extinção da reeleição. Já está tudo acordado com Elmar [Nascimento, PR]”, revelou o petista ao Bahia Notícias, em referência a um acordo com o comandante da ala de oposição.

Em meio ao debate de fim das regalias de políticos em todo o país, este ano a AL-BA extinguiu o pagamento do 14º e 15º salários, mas este mês aumentou a verba indenizatória em 12%, sob o argumento de “efeito cascata” com a Câmara Federal.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.