Dilma decreta luto de três dias pela morte de Marcelo Déda

A presidenta Dilma Rousseff declarou luto oficial pelo período de três dias, em sinal de pesar pela morte do governador de Sergipe, Marcelo Déda. O decreto foi publicado na edição do Diário Oficial da União de hoje (3). Dilma viajou ontem para Aracaju e participou, com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, amigos próximos e parentes de Déda, de uma missa, durante o velório do corpo, no Palácio Olímpio Campos.

A presidenta disse no local que o político será lembrado pelo exemplo que deixou ao enfrentar a vida com “espírito lutador, guerreiro, humanista e amigo”. O velório em Aracaju ficará aberto ao público até as 12h de hoje. Às 13h, será realizada uma solenidade restrita à família do governador e, depois, o corpo será transportado para Salvador, onde será cremado.

Vítima de um câncer gastrointestinal, o governador lutava contra a doença há cinco anos. Ele estava internado desde o dia 27 de maio no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, e faleceu por volta das 4h45 de ontem. Casado duas vezes, o governador deixa cinco filhos.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.