Julgamento de Habeas Corpus de Prisco é adiado por não ter entrado na pauta do STF

O deputado eleito, Marco Prisco, esperava que o seu pedido de habeas corpus para a prisão domiciliar a que é submetido fosse julgado nesta terça-feira (21) pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Mas o julgamento do pedido não entrou na pauta desta terça do Tribunal. As restrições o impossibilitam de estar fora do seu domicílio após as 20h de segunda à sexta; e aos sábados, domingos e feriados a qualquer hora do dia.

Conforme o advogado de Prisco, Leonardo Mascarenhas, o pedido de queda de restrição se baseia na falta de necessidade de manutenção delas, já que soldado Prisco não oferece risco à ordem pública e já se dedica a estudar novos projetos de leis a serem apresentados na Assembleia Legislativa.

Prisco não se surpreendeu com o adiamento e avisou que aguarda a decisão do STF com paciência. “Estou bastante tranquilo. Respeitaremos o julgamento do STF. Agora a luta por melhorias é na tribuna, durante as sessões plenárias previstas, constitucionalmente, aos parlamentares”, analisou o deputado.

Metro 1

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.