Júnior Borges alerta sobre Fake News na UPA de Arembepe

O tema será abordado na próxima Live (14/05)

O WhatsApp concentra quase 74% das notícias falsas sobre o novo coronavírus, seguido pelo Facebook (15,8%) e Instagram (10,5%). Uma Fake News tem 70% mais chances de ser compartilhada, podendo se espalhar seis vezes mais rápido do que uma notícia verdadeira. (Fonte: Fiocruz e Jornal Científico Science).

“Estamos diante de uma pandemia e além de combater o coronavírus, estamos tendo que combater o vírus da desinformação, dos boatos, das notícias falsas. Hoje a Sesau precisou emitir uma nota alertando para uma notícia falsa sobre óbitos na UPA de Arembepe. Isso é muito perigoso e precisamos estar atentos. Por isso a importância de tratar o tema e com um profissional da área de comunicação”, disse Júnior Borges.

“Fake News: os efeitos das notícias falsas na pandemia” será tema da Live do vereador, nesta quinta-feira (13), às 19h30min, com a participação do jornalista Henrique da Mata. A transmissão será via Facebook e Instagram.

Sobre a nota, a Secretaria da Saúde (Sesau) esclareceu informações sobre os óbitos ocorridos na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Arembepe, no último final de semana, após um vídeo espalhado por meio de plataformas on-line informando que ocorreram quatro óbitos confirmados para o novo coronavírus, mas que não foram divulgados porque não foram notificados. Dando a entender que existem quatro casos subnotificados no município.

A Sesau informa que apenas um dos óbitos estava como suspeito para coronavírus. E que o resultado deste já foi emitido, e deu negativo para Covid-19. Os outros três não são casos subnotificados, até porque não têm nenhuma relação com a doença. Um óbito foi por infarto agudo do miocárdio, outro decorrente de infecção do trato intestinal relacionado a câncer em metástase e apenas um ainda não teve a causa da morte identificada.

A Secretaria da Saúde pede que a população evite compartilhar fake news. Uma vez que todas as informações sobre a Covid-19 têm sido tratadas com toda transparência desde o primeiro momento. Com o intuito de inibir a constante onda de notícias inverídicas que estão trazendo incertezas e caos à população, a Sesau acionará a Procuradoria Geral do Municipal para que medidas sejam tomadas com base na Lei da Fake News.

Fonte: ASCOM PMC

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.