Júnior Borges defende criação de CPI para investigar contratos na Saúde

Uma reportagem exibida pelo Fantástico, da Rede Globo, no dia 8 de dezembro do ano passado, chamou a atenção dos vereadores de oposição em Camaçari. A matéria denunciava um esquema de corrupção entre uma cooperativa e algumas prefeituras da Bahia.

Na gravação apresentada pelo dominical, o representante da cooperativa explica a um produtor da Globo, que se passa por gestor de um hospital de médio porte, que atua em várias cidades da Bahia, incluindo Camaçari, afirmação que chamou a atenção dos vereadores a ponto de entrarem com um pedido de investigação através de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI).

O vereador Júnior Borges (DEM) pediu na sessão desta quinta-feira (15) que todos os vereadores da Casa votassem a favor da criação da CPI. “Se existe um indício de irregularidade no contrato feito entre a empresa e a Secretaria da Saúde é dever da Câmara de Vereadores investigar”, disse.

De acordo com Júnior, a dificuldade em conseguir criar a CPI para apuração da denúncia feita pelo Fantástico é que a oposição é minoria no Legislativo. “Infelizmente não temos número suficiente para aprovar e iniciar uma CPI. Porém, entendo que deveria ser um dever de todos os vereadores governistas o apoio para a apuração da denúncia, pois esse é o papel do Parlamento, investigar o que a prefeitura faz com o dinheiro público”.

Assessoria de Comunicação

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.