Júnior Borges discute com representantes projeto de lei para LGBTQI+

Nesta quarta-feira (16/9) o vereador Júnior Borges (Democratas) esteve na Câmara Municipal de Camaçari discutindo junto com representantes do governo e da sociedade civil o projeto de Lei, de sua autoria, voltado para o público LGBTQI+.

O projeto, que será apresentado aos vereadores nos próximos dias, propõe a reserva de 5% das vagas de emprego, aprendizagem profissional ou estágio para o público LGBTQI+ (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Transgêneros) nas empresas privadas que recebem incentivos fiscais no município.

“As cotas são necessárias para que haja reparação desse público historicamente discriminado. Começamos hoje aqui essa discussão, quero agradecer à Alba Borges por ter trazido esse tema para que nós pudéssemos elaborar um projeto de lei e trazer a esta Casa. Quis ampliar, fazer com que a sociedade, agentes públicos e organizações sociais ligadas ao setor participassem, para que possamos dialogar e encontrar caminhos na defesa dos direitos LGBTQI+”, destacou Júnior Borges.

Alba Borges, socióloga e ativista das causas LGBTQI+, reforçou o quanto a comunidade é marginalizada e agradeceu pela iniciativa do edil. “O vereador teve sensibilidade e o respeito para construirmos isso juntos. Júnior abraçou a causa. Uma bela iniciativa!”, disse durante a reunião.

A Secretária de Desenvolvimento Social e Cidadania (Sedes), Andréa Montenegro, o Coronel Gabriel, do 12° Batalhão, além representantes da Secretaria de Habitação (Sehab), Secretaria de Educação de Camaçari (Seduc) e do Núcleo de Políticas de Cidadania e Direitos de LGBTQI+ (SOMA).

“Quero parabenizar o senhor pela iniciativa e agradecer por olhar as minorias. Falta respeito ao próximo. Que em todos os setores possamos ter o mesmo diálogo para que a polícia tenha a mínima intervenção. Quero continuar sendo a última instância aplicada ao cidadão”, disse o Coronel Gabriel.

1 Comentário

  1. Isso aí meu vereador, sempre lutando por tudo e todos, precisamos exatamente de líderes que buscam a igualdade.

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.