Junior Borges pede combate à violência e melhoria de praças esportivas

sessao1A 10ª sessão ordinária realizada nesta terça-feira (14), na Câmara Municipal, deu tema, mais uma vez, para a segurança pública na cidade de Camaçari, que vive momentos de tensão, onde o vereador Júnior Borges aproveitou para fazer indicações a respeito do tema e também comentou sobre a situação das praças esportivas.

O vereador Júnior Borges trouxe para a plenária, através de indicação, uma situação passada por diversos cidadãos no município, que tem pertences roubados, mas não conseguem fazer o registro da ocorrência, tendo que se deslocar até Salvador. De acordo com o edil, a ideia é solicitar a criação de uma delegacia de furtos e roubos dentro de Camaçari. “A gente precisa de algumas ferramentas na área de segurança. Camaçari tem quase 300 mil habitantes e não tem uma delegacia de repressão a furtos e roubos. É necessário que se tenha para quando o cidadão, que for lesado no seu patrimônio, possa ir até a delegacia e fazer o seu boletim de ocorrência”, declarou o vereador.

Ainda sobre o tema da segurança pública no município, Junior Borges falou também na Câmara Municipal sobre a operação “Camaçari em Paz”, que prendeu, em Camaçari, 18 pessoas e comentou angustiado sobre o alto número de homicídios que vem ocorrendo na cidade. “É muito preocupante. Infelizmente está faltando atitude, está faltando liderança, está faltando pulso da administração pública municipal que não exige dão governo do Estado que aqui coloque um aparato maior na área de segurança pública para investigar os crimes que ocorreram e identificar quem foi que cometeu. O prefeito precisa agir, por que é daqui que sai 30% da receita desse Estado e precisa ser respeitado”, disse o edil.

Preocupação com praças esportivas

Junior Borges também se mostrou preocupado com a situação das praças no município, que deveriam ser utilizadas pelos jovens para a prática de esportes. Além de fazer a indicação de reforma de uma das praças, localizada na Gleba C, o vereador também concedeu entrevista ao programa Conexão Esportiva, falando sobre o assunto. “Nós temos diversas quadras na cidade que precisa de reparos. Além das quadras, temos os campos de futebol e eu tenho que cobrar. É melhor ter essas quadras funcionando e a juventude participando no esporte e ter a possibilidade de tirar esse jovem de perto da marginalidade”, falou.

Assessoria de Comunicação

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.