Luta da oposição em defesa de desabrigados passa a ser problema do governo

O vereador Júnior Borges (DEM) participou, na tarde desta terça-feira (14), de mais uma reunião com os moradores expulsos do Loteamento Pôr do Sol, em Parafuso. A desapropriação da área ocorreu na última quarta-feira (8) e cerca de 150 famílias ficaram sem ter para onde ir.

Os vereadores Júnior Borges e Elinaldo foram os únicos vereadores que estiveram no local e tentaram impedir a derrubada das casas. Apesar de tentar o contato com o juiz da vara responsável pela autorização da desapropriação na tentativa de fazê-lo voltar atrás, os parlamentares não tiveram tempo suficiente para impedir.

A ausência de um representante do governo no dia da desapropriação foi criticada pelo vereador Júnior Borges, que se comoveu com a situação. “Infelizmente a oposição não foi ouvida naquele dia. Eles não entendem que o que queremos tem viés coletivo e não pessoal. Ninguém do governo esteve lá para tentar impedir que famílias fossem desabrigadas”, relatou.

Elinaldo lamentou a ausência do governo e chamou o ato de “desumano”. “Enquanto eu e o vereador Júnior Borges estávamos lá, já que fomos os únicos a ir, nenhum outro vereador ou representante do governo se preocupou com as 150 famílias que foram desabrigadas. Que governo desumano é esse?”, questionou.

Depois da manifestação dos vereadores Júnior e Elinaldo na tribuna da Câmara de Vereadores, a bancada governista na Câmara Municipal moveu os “pauzinhos” para não ficar feio para o município. “Tivemos que chamar a atenção do governo, sensibilizar seus representantes para eles tomarem uma providência. O bom seria que nada disso fosse necessário”.

O presidente da Associação de Moradores, Egnaldo Santana, agradeceu aos vereadores de oposição por terem sido os únicos vereadores a acompanharem de perto o sofrimento de quem tinha casa na área desapropriada. “A presença de Júnior e Elinaldo foi muito importante para confortar os moradores. Eles foram os únicos a acompanharem tudo, mas foram suficientes e já nos ajudaram muito”.

Com a tarefa concluída, os vereadores agora torcem para que o prefeito dê uma resposta positiva aos desabrigados. “Já fizemos o que tinhamos que fazer e agora vamos ficar no pé do governo para sair uma solução urgente”, disse Júnior Borges.

Henrique da Mata/assessoria de comunicação

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.