Maioria dos partidos políticos não deseja filiação de Joaquim Barbosa

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) Joaquim Barbosa, não é unanimidade entre os partidos políticos para uma eventual candidatura nas próximas eleições. Segundo o jornal O Estado de S. Paulo, 16 das 32 legendas do Brasil dizem que não filiariam Barbosa para a disputa do Planalto em 2014. Oito siglas afirmam que precisariam discutir bastante o assunto antes da decisão e apenas sete, todas elas nanicas, dizem que abririam as portas para ele.

Entre os partidos registrados no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o único a não responder ao levantamento foi o PT, que recentemente teve integrantes mandados para a prisão pelo presidente do STF. Caso o ministro resolva entrar para alguma legenda, ele poderá fazer isso até o dia 5 de abril do ano que vem. Em outubro, durante um evento no Rio, Barbosa afirmou que não pensa em se candidatar agora, mas deixou as portas abertas.

Com a incerteza do presidente do Supremo, seu nome já não aparecia em cenários da disputa presidencial nas pesquisas dos últimos meses. No sábado, porém, o Datafolha divulgou um novo levantamento que testa o desempenho de Barbosa diante dos eleitores. O ministrou apareceu em 2º lugar, com 15%, atrás apenas da presidente Dilma Rousseff, com 44%.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.