Paulo Souto critica propaganda governamental sobre a seca

O ex-governador Paulo Souto critica o atual conceito de propaganda adotado pelo governo estadual. “Escamotear a realidade e transferir responsabilidades não é a melhor forma de fazer publicidade governamental”, observa.

Segundo ele, as peças veiculadas na mídia sobre a atual seca são extremamente capciosas ao afirmar que, nos últimos 30 anos, pouco se fez para evitar o flagelo das estiagens.

“Além de atingir injustamente gestões de homens públicos dos quais alguns são atualmente seus aliados, a propaganda revela um total desapreço a realizações recentes, como as barragens e adutoras concluídas e iniciadas na administração passada, que atenuaram bastante os efeitos da atual seca”, diz Souto.

Na avaliação do ex-governador, o marketing governamental precisa ter um maior compromisso com a verdade, sob pena de produzir apenas propaganda enganosa, um prejuízo inestimável à cidadania.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.