“Secretaria da Saúde precisa tomar uma atitude quanto ao HGC”, diz Júnior Borges

As inúmeras denúncias contra o Hospital Geral de Camaçari (HGC) e a campanha em prol da saída da coordenadora da unidade, Dorilda Vasconcelos, passou a fazer parte da maioria das pautas das sessões da Câmara Municipal de Camaçari.

Na manhã desta terça-feira (9), a bancada da oposição apresentou soluções que poderiam melhorar a realidade do hospital que atende pacientes de Camaçari e de outras cidades da Região Metropolitana.

Para o vereador Júnior Borges (DEM), a solução encontrada é a substituição da atual diretora do hospital, sugestão já apresentada pelo parlamentar em outras sessões. Ele acredita que a má gestão do hospital é a principal causa de problemas relacionados à ineficiência no atendimento à população. “Já está na hora de a Secretaria de Saúde (Sesau) agir e eliminar o problema, fazendo a mudança na direção do hospital”.

Com o uso da solicitação de um aparte concedido por Júnior Borges, o vereador Jorge Curvelo (DEM) igualou a gravidade das acusações contra a diretora do hospital a motivos suficientes para levar à forca um ministro de Estado. “Têm denúncias gravíssimas que, por muito menos, derrubaria um ministro”.

O vereador Elinaldo (DEM) concordou com a colocação da bancada e acrescentou que falta investimento para uma boa gestão no hospital. “Por outro lado, faltam mais investimentos na saúde do município, em profissionais para o HGC e em maquinário adequado para um bom atendimento à população”.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.