Segurança pública é tema de encontro com 12º BPM em Camaçari de Dentro

Muitos moradores deixaram de assistir a novela das nove ontem, 12 – Amor à Vida – para tratar de um assunto que tem muita ligação com o título dado à narrativa da Rede Globo: segurança. Embora a televisão e o conforto de casa tenham sido deixados de lado, os temas amor, vida e família estiveram o tempo todo no encontro do tenente-coronel Piton – comandante do 12º Batalhão de Polícia Militar – com os moradores de Camaçari de Dentro e adjacências, uma mediação feita pelo vereador Júnior Borges (DEM) desde a semana passada.

O encontro, de acordo com Júnior Borges, serviu para aproximar a comunidade da Polícia Militar e apontar os principais problemas de segurança na região. “Sem dúvida alguma, essa reunião dos moradores com o comandante vai servir para aprimorar o trabalho de combate à criminalidade do batalhão aqui na região, que vem sendo alvo de bandidos que praticam desde assaltos a sequestros”, destacou.

Piton considerou importante a aproximação com a comunidade e deu dicas de como cada morador pode contribuir para a eficiência do trabalho policial. “São coisas pequenas que vão desde não exibir produtos de valor em locais que não representam segurança a prestar atenção em quem está ao redor sempre que estiver caminhando pelas ruas ou estacionando o carro”, ressaltou o comandante.

De acordo com dados mostrados em uma breve apresentação feita por Piton, o índice de homicídios no município entre janeiro e julho, caiu em relação ao mesmo período do ano passado. Foram 87 casos no ano passado, enquanto que esse ano fechou o mês de julho em 69 registros. Já os casos de tentativa de homicídio e latrocínio tiveram um aumento. As tentativas aumentaram em 22,7%, um salto de 53 no ano passado para 65 em 2013. O que mais assusta são os casos de latrocínio, que cresceram 200%, passando de 1vítima em 2012 para 3 esse ano, entre janeiro e julho.

O vereador Elinaldo (DEM) também participou do primeiro encontro da comunidade com o 12º Batalhão e lembrou que o município precisa apoiar mais o trabalho da polícia. “A segurança é algo vital e precisa ser tratado com muita cautela e planejamento. Acredito que falta um empenho maior do governo municipal para dar melhores condições ao trabalho da PM”.

Borges destacou ainda a possibilidade de reativação das 30 câmeras de segurança eletrônica que, segundo Piton, podem ser fundamentais para desvendar os crimes que acontecem na cidade. Para o vereador, a proposta da fiscalização por câmeras de segurança devem entrar no Plano Plurianual de Aplicações (PPA). “A reativação das câmeras de segurança deveriam estar no PPA. Temos que preparar uma emenda, com apoio de todos os vereadores, independente de partido, para aprovar a emenda e garantir mais segurança à nossa população”, sugeriu.

O número de eventos na cidade também foi pontuado pelo tenente como uma preocupação para a polícia. A dificuldade, segundo ele, está no efetivo policial. “Quando temos um evento na cidade temos que enviar nossos homens para dar segurança àquelas pessoas, com isso pode ser que outras áreas fiquem descobertas”, relatou.

Ao final do encontro, o vereador Júnior Borges propôs ao tenente-coronel Piton, uma reunião com o prefeito Ademar Delgado e todos os vereadores para buscar melhorias que garantam uma melhor atuação da Polícia Militar no município.

Henrique da Mata/assessoria de comunicação

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.