Sétima fase da Operação Lava Jato prende executivos de empreiteiras

A sétima fase da Operação Lava Jato foi deflagrada na manhã desta sexta-feira (14). Ao todo, 85 mandados serão cumpridos pela PF. O ex-diretor de Serviços da Petrobras Renato Duque foi preso nesta manhã. Onze mandados de busca são feitos em grandes empresas, apontadas como o braço financeiro do esquema de corrupção na estatal.

A PF também se mobilizou para tentar prender o lobista Fernando Soares, conhecido como Fernando Baiano. Ele é apontado como o operador do PMDB no esquema de corrupção na Petrobras, que envolveria o pagamento de propinas na compra da Refinaria de Pasadena, no Texas (EUA), movimentando cerca de R$ 10 bilhões.

Por não ter sido encontrado pela PF, o lobista entrou na chamada “difusão vermelha” (“red notice”) da Interpol. Com isso, a organização internacional registrou um alerta para capturar Fernando caso ele saia de seu país.

Foram expedidos mandados de prisão preventiva contra executivos das empresas Camargo Corrêa, OAS, Mendes Júnior, Engevix e Galvão. A PF também decretou mandados de prisão temporária contra outros diretores destas empresas, além de integrantes da cúpula da IESA e da Queiroz Galvão.
Metro 1

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.