Sindicalistas fazem ‘chantagem’ com proximidade da Copa, diz deputado do DEM

O deputado estadual Carlos Gaban (DEM) defendeu a prefeitura de Salvador e acusou os servidores municipais de utilizarem a greve para pressionar o governo na semana que antecede os jogos da Copa das Confederações na cidade. “A greve de uma pequena parte dos servidores municipais é política e uma chantagem contra a cidade, com os sindicalistas se aproveitando das proximidades da Copa das Confederações, que começa no dia 20 [na capital]”, disse.

Ele argumenta que a administração, mesmo sem condições financeiras e com uma dívida de R$ 560 milhões, ofereceu aos servidores 5,84% de reajuste salarial, mesmo oferecido aos funcionários do governo estadual. “A atual gestão, além de receber a prefeitura em sérias dificuldades, ainda não tem seis meses de mandato, o que deveria ser considerado pelos sindicalistas”, avalia o parlamentar. A acusação de “politização” da campanha salarial também foi levantada pelo prefeito ACM Neto (DEM).

Bahia Notícias

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.