Um 2 de Julho diferente e as memórias da Independência da Bahia

Pela primeira vez em quase 200 anos de história, a Independência da Bahia não será comemorada com desfile nas ruas, visita ao caboclo no Campo Grande e nem encontro de filarmônicas. A programação para marcar a data será feita de maneira remota, através das redes sociais.

“Neste ano a comemoração dessa data tão importante será diferente, em casa, para o bem de toda a Bahia”, disse Júnior Borges

É uma oportunidade, no entanto, para aprendermos mais sobre a história do 2 de Julho. Como começaram os desfiles, como surgiram os símbolos da Independência, quando o povo começou a participar, de fato, da comemoração. Nesse sentido, o CORREIO traz uma programação cheia de conteúdo histórico.

Nesse episódio, trouxemos ainda memórias de pessoas que vivem intensamente a festa do 2 de Julho, e que nessa quinta-feira vão dar um jeitinho para seguir comemorando, mas em segurança.

Para ouvir, clique no player abaixo ou faça download. Você pode ouvir também no seu aplicativo preferido:

Para ouvir no Deezer, clique aqui.
Para ouvir no Spotify, clique aqui.
Para ouvir no Apple Podcasts, clique aqui.
Para ouvir no Google Podcasts, clique aqui

Fonte: Correio da Bahia

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.