“Vai ter que passar por cima do meu cadáver”, diz Cunha sobre votação do aborto

IMG_1421063231

Recém-eleito presidente da Câmara Federal, o deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) declarou, em entrevista ao Estado de S. Paulo, que a legalização do aborto e a regulação da mídia só serão votados na Casa “passando por cima” do cadáver dele.

“Aborto eu não vou pautar (para votação) nem que a vaca tussa. Vai ter que passar por cima do meu cadáver para votar. Aborto e regulação de mídia, só passando por cima do meu cadáver. O último projeto de aborto eu derrubei na Comissão de Constituição e Justiça. Regulação econômica de mídia já existe. Você não pode ter mais de cinco geradoras de televisão. No aborto, sou radical”, afirmou.

Questionado pela reportagem, ele justificou que “não tem que ser bonzinho”  e que somente a “minoria” quer a apreciação do projeto sobre o aborto. Eduardo Cunha é fiel da Igreja Sara Nossa Terra.

Metro 1

 

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.