‘Agora, somos um só corpo’, diz Aécio sobre apoio de Marina

Em sua primeira manifestação pública após receber o apoio da ex-senadora Marina Silva no segundo turno, o presidenciável do PSDB, Aécio Neves, afirmou neste domingo (12) que ele e a candidata derrotada do PSB estão “unidos em um corpo só e no mesmo projeto” na medida em que seu programa de governo “é muito próximo” daquilo que ela sempre defendeu.

Em entrevista coletiva no Santuário Nacional de Aparecida, no interior de São Paulo, o tucano disse que recebeu com “muita emoção e responsabilidade” a declaração de apoio da ex-senadora, que terminou a eleição na terceira posição, com 22.176.619 votos (21,32% dos votos válidos).

“Hoje, sob as bênçãos da nossa padroeira, é um dia glorioso para nossa caminhada. Recebo com muita emoção e com enorme responsabilidade a manifestação da companheira Marina Silva. A partir de agora somos um só corpo, um só projeto em favor do Brasil e em favor dos brasileiros.”, disse o presidenciável tucano no santuário de Aparecida.

Aécio relatou que a candidata do PSB ligou para ele na noite deste sábado (11) para informar que ela anunciaria o apoio à candidatura tucana. “Fico muito feliz que, sem qualquer pressão, ela tenha tomado a decisão no tempo certo”, ponderou o candidato do PSDB.

Neste domingo, Marina fez um pronunciamento em São Paulo, no qual anunciou que votará em Aécio no segundo turno e o apoiará. Na ocasião, ela leu uma mensagem em que expôs os motivos de ter embarcado na candidatura tucana.

A decisão da ex-senadora foi anunciada um dia após o presidenciável do PSDB assumir,por meio de uma carta aberta, uma série de compromissos para a área social, entre os quais parte das condições impostas pela candidata derrotada do PSB para apoiá-lo.

“Tendo em vista os compromissos assumidos por Aécio Neves, declaro meu voto e o meu apoio a sua candidatura. Votarei em Aécio e o apoiarei. Votando nesses compromissos, dando um crédito de confiança à sinceridade de propósitos do candidato e de seu partido e, principalmente, entregando à sociedade brasileira a tarefa de exigir que sejam cumpridos”, disse Marina, ao final de um pronunciamento de cerca de meia hora, ao lado de seu candidato a vice na eleição presidencial, deputado Beto Albuquerque (PSB-RS).

“Não estou com isso fazendo nenhum acordo ou aliança para governar. O que me move é a minha consciência, e assumo a responsabilidade pelas minhas escolhas”, complementou.

G1

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.