Júnior Borges apoia luta para embargar pedágio da Estrada do Coco

O vereador Júnior Borges (DEM) esteve, no início da tarde desta terça-feira, 22, na Promotoria Regional de Camaçari para entregar nas mãos da promotora pública, Thiara Bezerra, um documento assinado por todos os vereadores da Câmara Municipal de Camaçari que pede ao órgão o embargo do reajuste na tarifa do pedágio da Estrada do Coco (BA-099), operado pela Concessionária Litoral Norte (CLN), que começou a valer no último dia 18 de outubro.

A tarifa do pedágio para automóvel, caminhonetes e furgão foi reajustada em 8,7%. Os valores passaram de R$ 4,60 para R$ 5 nos dias úteis, e de R$ 6,90 para R$ 7,50 nos finais de semana e feriados. Segundo a CLN, as tarifas de pedágio da empresa não são alteradas desde 2007.

O vereador Júnior Borges (DEM) considerou o aumento abusivo, mas lembrou que o reajuste estava previsto no Termo de Ajustamento de Conduta (TAC). “O novo preço é realmente impraticável para os moradores da região, porém, reverter esse quadro pode não ser tão fácil pelo fato de o reajuste ter sido dado em acordo com o TAC, firmado entre a CLN, o próprio Ministério Público da Bahia, a Agerba e a Secretaria Estadual de Infraestrutura” , argumentou.

De acordo com a promotora, Thiara Bezerra, o documento será analisado e, se necessário, levado à sede do Ministério Público da Bahia. “Se for considerado um problema que afeta toda a região, a ação será protocolada na Promotoria de Salvador”, ressaltou.

 Henrique da Mata/assessoria de comunicação

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.