Indicação de Júnior Borges para criação de Secretaria de Segurança Pública é aprovada por unanimidade

Foi aprovada por unanimidade na manhã desta terça-feira (19), na sessão da Câmara Municipal de Camaçari, a indicação que pede ao governo municipal a criação de uma Secretaria de Segurança Pública. O criador da indicação, o vereador Júnior Borges (DEM), ressaltou que a cidade “precisa o mais rápido possível de um órgão municipal que invista em segurança pública”.

Júnior destacou que entende que a segurança é de responsabilidade do governo do estado, mas defendeu a urgência da autonomia do município no que tange a segurança da população de Camaçari. “Nós não podemos esperar só pelo governo do estado, enquanto temos condições de contribuir em conjunto com mais segurança para o nosso povo”.

Para o democrata, a Secretaria de Segurança Pública do município irá abrir as portas para métodos fundamentais que diminuirão a violência. “Uma das alternativas é a criação de uma polícia municipal para combater a criminalidade em conjunto com a Polícia Militar e a Polícia Civil”.

Dados levantados pela Delegacia de Homicídios da Região Metropolitana aponta que Camaçari registrou 24 homicídios de janeiro de 2013 até o dia 18 de março do mesmo ano.
Só em janeiro deste ano, foram registrados 11 homicídios, 90% deles relacionados ao tráfico de drogas. Em fevereiro, 7 mortes foram contabilizadas, sendo que em 4 delas houve ligação com o tráfico. Nos primeiros 18 dias do mês de março, o número de assassinatos superou fevereiro, apresentando um saldo de 8 mortes, 50% por envolvimento com drogas.

Esses motivos, segundo o vereador Júnior Borges, só reforça a importância da criação da secretaria. “Temos um quadro de violência alto em Camaçari quando o assunto é tráfico de drogas e homicídios. Essa triste realidade não deixa dúvidas de que precisamos desse investimento para a segurança pública do nosso município”.

A indicação feita pelo edil segue agora para o Executivo para apreciação do prefeito Ademar Delgado (PT). “Estamos atentos e vamos cobrar do prefeito que envie a esta Casa um projeto de lei que autorize a criação da nova pasta”.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.