Limpec é acusada de servir como comitê pré-eleitoral de Caetano e Luíza Maia

Mais de 80 funcionários da empresa terceirizada afastada da prestação de serviços à Limpec ( Limpeza Pública de Camaçari) protestaram ontem (10) na porta do órgão contra as demissões. Os trabalhadores questionam a licitação que escolheu uma nova terceirizada, de ter sido manipulada para atender a interesses pessoais do presidente da Limpec, Alfredo Andrade, sobrinho do ex-prefeito Luiz Caetano (PT). As vagas de emprego estariam sendo ocupadas por pessoas ligadas a Caetano e sua mulher, a deputada estadual Luíza Maia (PT).

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.