Vereador cobra do município instalação de unidade do Procon

O vereador Júnior Borges (DEM) cobrou nesta segunda-feira (3) das autoridades públicas a instalação de uma unidade do Procon, em Camaçari. De acordo com o edil, o município precisa se adequar às exigências para implantação do órgão, já que deixa a desejar quando o assunto é a defesa do consumidor. “Camaçari tem um comércio amplo e o número de consumidores de serviços ou de bens não é pequeno. Já está mais do que na hora de o prefeito iniciar o processo de pedido de um Procon para nossa cidade”.

O parlamentar lembrou que o pontapé inicial para criação do Procon em Camaçari deve ser dado pelo município. “Não temos que esperar mais, é o município que tem que demonstrar mais interesse e dar início ao pedido de instalação do Procon na cidade, já passou da hora. A população precisa ser assistida nesse sentido e isso deve ser visto como uma ferramenta importante para os consumidores”.

Segundo o vereador, a falta de conhecimento por parte da população sobre o Código de Defesa do Consumidor é um dos impedimentos na hora de cobrar direitos garantidos pela lei. “A verdade é que muita gente ainda não conhece os direitos que tem e acaba saindo no prejuízo quando faz alguma compra ou contrata um tipo de serviço. A aproximação do Procon no município pode contribuir muito nesse sentido”.

Idec

Recentemente o vereador Júnior Borges esteve em São Paulo e aproveitou a viagem para conhecer as instalações e a política de atuação do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec), referência nacional quando se trata de consumidor. “Foi uma experiência inovadora que me fez refletir mais ainda sobre a importância de órgãos que fiscalizam a relação entre fornecedores e consumidores, questão sempre defendida por mim antes mesmo de me tornar vereador”.

Henrique da Mata/assessoria de comunicação

Foto: Hericks Trabuco

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.