Júnior Borges lamenta baixo desempenho da educação pública à distância na Bahia

O presidente da Câmara Municipal de Camaçari, vereador Júnior Borges (DEM), comentou a respeito do baixo desempenho da Bahia no ranking de qualidade da educação pública à distância, lamentando a nota, que foi atribuída ao estado pela ausência de programas voltados para a continuidade da oferta do ensino durante a pandemia, de modo remoto.

Para o demista, o relatório, elaborado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), evidencia a necessidade de destinar maior atenção para a educação, algo que vem defendendo há algum tempo, sobretudo nas discussões sobre a importância do retorno das aulas presenciais com segurança.

Nossos estudantes estão sendo extremamente prejudicados pela suspensão das aulas presenciais, e ver a Bahia ocupando o último lugar neste ranking confirma a minha preocupação. O governo do estado precisa dar a devida importância à educação e pensar no futuro das nossas crianças, adolescentes e jovens. A educação deve ser uma prioridade, não pode ser relegada ao esquecimento enquanto se espera o fim da pandemia. Sabemos que este é
um momento crítico, mas está faltando um olhar atento e cuidadoso sobre este problema. Urge a necessidade de parar, planejar e implementar uma solução”
, avalia o chefe do Legislativo Municipal

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.